Neurologia

Hipertensão arterial sistêmica: conceito, fatores de risco e tratamento


A Hipertensão arterial é caracterizada pela elevação sustentada da pressão arterial maior ou igual a 140 e / ou 90 mmhg.

Ela frequentemente está associada com diabetes melito, dislipidemia (“colesterol alto”), obesidade e intolerância à glicose (“pré-diabetes”).

Trata-se de um fator de risco para acidente vascular encefálico, infarto agudo do miocárdio, insuficiência renal crônica e doença arterial periférica.

As mudanças nos hábitos de vida (perda de peso, reduzir ingestão de sal, prática regular de atividades físicas, melhora da qualidade do sono, etc) estão indicadas para todos pacientes.

O tratamento com medicamentos pode ser necessário em alguns casos.

O importante é saber que trata-se de uma doença sem sintomas na maior parte do tempo e seu diagnóstico neste momento é fundamental para evitar lesão de órgãos nobres (coração, cérebro, rins). Por este motivo é importante estar fazendo consultas regulares com médicos.

Este texto não trata-se de uma orientação de tratamento e as informações devem ser utilizadas em comum acordo com seu médico.

Dr Camilo Azeredo CRM 38950 RQE 33175

Assuntos relacionados
Arquivo

Compartilhe