Neurologia

Narcolepsia


A Narcolepsia é um distúrbio do sono caracterizado pelos seguintes sintomas: sonolência diurna excessiva, paralisia do sono, cataplexia e alucinações hipnagógicas.


A sonolência excessiva diurna é o principal sintoma da Narcolepsia. Ela pode levar a ataques de sono em situações inesperadas como durante direção, alimentação ou diálogos.


A paralisia do sono é a incapacidade de se mover ao despertar. A consciência está preservada e geralmente é acompanhada por alucinações e causa um grande desconforto emocional para o paciente. Ela pode ser aliviada por estímulos sensoriais (por exemplo, ser tocado).


A cataplexia é caracterizada por perdas repentinas do tônus muscular podendo levar a quedas. Os movimentos respiratórios e dos olhos estão preservados. Ela geralmente é precipitada por emoções (raiva, crises de risos).


As alucinações hipnagógicas são alucinações vívidas que ocorrem ao adormecer. Elas geralmente são visuais (ex: visão de vultos, animais, pessoas e objetos).


Ela afeta cerca de 0,02% dos adultos no mundo. Esta doença é mais comum nos homens do que nas mulheres.


Geralmente o diagnóstico é bastante tardio e em média demora 10 anos.


Os exames que geralmente são necessários para o diagnóstico são a polissonografia e o teste de latência múltipla do sono.


O paciente portador de Narcolepsia deverá ter uma boa higiene do sono, evitar bebidas alcóolicas e uso de sedativos. O excesso de carboidratos durante as refeições deve ser evitado. Cochilos durante o dia, principalmente pela manhã e após o almoço pode auxiliar.


Existem medicamentos que podem auxiliar no tratamento dos sintomas da Narcolepsia.


Este texto é informativo e não substitui uma investigação médica.

Dr Camilo Azeredo CRMMG 38950 RQE 33175

Assuntos relacionados
Arquivo

Compartilhe

Consultório

Betim:

Rua Felipe dos Santos 674, sala 601.

Centro
(31) 3787-4742, (31) 98260-6212

© 2017 Dr. Camilo Azeredo